domingo, 30 de setembro de 2012

Cultivo de Vegetais em Espaços Pequenos


Hoje 88% da população da Alemanha vive em cidades e apenas 5,8% das terras são cultivadas ecologicamente, muitas vezes a área urbana compactada não deixa muito espaço para práticas agrícolas e nem todo mundo tem acesso a uma varanda ou jardim. Pensando nisso foi desenvolvido no seminário "Agricultura da Cidade" , criados pelos designers alemães Charlotte Dieckmann e Nils Ferber a "Fazenda Parasita" que consiste: em um sistema de compostagem, permitindo que você use, seus  resíduos biológicos, para produzir húmus e possa cultivar seus próprios vegetais e ervas, tudo dentro de seu apartamento, pode ser pendurado em sua mesa de cozinha, e o mais importante com ausência de luz natural, as caixas de plantas se encaixam perfeitamente, O sistema conta com uma composteira que possui uma tábua de corte em sua parte superior, facilitando o despejo dos restos de alimentos em seu interior. A composteira fornece o húmus produzido por minhocas e os líquidos residuais dos alimentos, ambos ricos fertilizantes para plantas. A água contida nos vegetais frescos ou pedaços de fruta é executado por meio da gaveta e é armazenado num tanque translúcido. Ele pode ser adicionado no seu regador via uma pequena bomba e ser usado como fertilizante líquido. Uma pequena janela na borda da caixa de planta Indica o nível de água e mostra quando molhar suas plantas novamente. 
 
Komposter & Regal





Scene 2



Os canteiros onde serão cultivados os vegetais ficam acoplados às prateleiras. A iluminação artificial é projetada diretamente na produção. O sistema é eficiente e seu design permite  que sua instalação mantenha o ambiente confortável e bonito.
 
 WurmteeGießkanne
 Wurmhumus
Ernte


http://charlottedieckmann.de/en/parasite-farm/

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Estrutura movida à Energia Solar purifica o Ambiente

Que tal ter um purificador que utiliza plantas e energia solar no processo? Além das próprias plantas já serem responsáveis por esse serviço, essa estrutura criada pela designer Elaine Tong, trata-se de uma unidade modular versátil que purifica o ar e ainda absorve toxinas em ambientes fechados. O projeto cheio de formas geométicas, pode ser montado em uma parede ou pendurado no teto. Fabricado pela Universidade de Toronto RAD (Arquitetura Responsive em Daniels), é perfeito para enfrentar os desafios emergentes da poluição do ar em habitações urbanas. 

 

Os módulos com formas geométricas se encaixam e formam composições flexíveis. Cada módulo contém plantas com raízes que são altamente eficientes na absorção de toxinas do ar interior como formaldeído. Quando expostas à luz ideal, transformam a energia solar e funcionam como micro-estufas ligadas por um sistema parecido com o de um aparelho de nebulização, que distribui água através de sensores de umidade e atomizadores. A absorção de ar poluído é suportada por ventiladores ligados aos módulos alternados. Simultaneamente, a estrutura mantém o ar limpo, garantindo sua qualidade.
fonte:greevana.com.br

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Fachada de Tampinhas imitando Macramé

Encontrei este trabalho feito com tampinhas e me encantei, elas conseguem mudar a fachada de uma casa na Rússia, parece uma obra de Arte. A russa Olga Kostina martelou 30 mil peças com muita criatividade, criando um padrão geométrico de mosaico. Preenchido com técnicas de macramé, o resultado final é uma casa deslumbrante que se destaca na pacata zona rural, numa aldeia isolada de Karmarchaga localizada a 50Km ao sudeste de Keasnyarsk!                  





via [Designboom]